Notícia

Nutrição: Para atender às suas necessidades diárias de proteína


Cinco dicas para mais proteína em sua dieta

A proteína é essencial para a nossa saúde. Este nutriente de queima lenta leva mais tempo para ser digerido. Isso ajuda você a se sentir cheio por mais tempo. As proteínas também ajudam o corpo a construir músculos. Um nutricionista dá dicas sobre como aumentar sua ingestão diária de proteínas.

Kate Patton é nutricionista registrada na renomada Cleveland Clinic nos Estados Unidos. Em uma recente contribuição da clínica, o especialista explica as vantagens de uma dieta rica em proteínas e como se pode projetar uma dieta rica em proteínas.

Proteína suporta o metabolismo

Segundo Patton, a proteína tem um efeito termogênico na digestão. Portanto, faz com que o corpo queime mais calorias ao processar proteínas do que ao digerir carboidratos. Uma vez que também mantém você cheio por mais tempo, uma dieta rica em proteínas também é boa para perder peso.

Orientação na selva protéica

A indústria de alimentos há muito reconhece a tendência das proteínas e oferece inúmeros produtos enriquecidos. Mas quanta proteína você deve comer e quais são as melhores fontes para isso? As cinco dicas a seguir do nutricionista têm como objetivo fornecer orientação.

1. Concentre-se no essencial

Como Patton relata, a proteína é composta de aminoácidos essenciais e não essenciais. Uma boa fonte de proteína deve conter, na melhor das hipóteses, todos os nove aminoácidos essenciais. Boas fontes que cumprem isso, por exemplo, são soro de leite, carne magra, proteína de ovo e soja.

2. Quantas proteínas você precisa por dia?

Segundo o nutricionista, 10 a 35% das calorias diárias devem vir de proteínas. Um adulto médio deve consumir 0,8 a 1,0 gramas de proteína por quilograma de peso corporal. Por exemplo, alguém que pesa 70 kg deve comer de 56 a 70 gramas de proteína por dia. Idealmente, isso deve ser dividido em várias porções por dia e nem todas devem ser tomadas de uma só vez.

3. Os produtos de origem animal são mais fáceis de absorver

Segundo o especialista em nutrição, proteínas de produtos de origem animal são as mais fáceis para o corpo absorver e utilizar. Por exemplo, o corpo pode processar 20 gramas de proteína de ovos de galinha com mais facilidade do que 20 gramas de proteína vegetal. No entanto, isso não significa que a proteína só deve ser obtida de produtos de origem animal.

4. Boas fontes de proteína vegetal

Segundo Patton, boas fontes de proteínas vegetais incluem leguminosas como feijão e ervilha, quinoa, nozes, sementes e produtos de soja, como tofu, tempeh e edamame.

5. Proteínas de soro de leite como substituto

O chamado pó de proteína de soro de leite pode ser usado como um complemento para atender às necessidades diárias de proteína. Essa proteína em pó é feita a partir de soro de leite e, de acordo com Patton, é adequada para atender às necessidades de proteínas. Mas tenha cuidado: o pó é rico em calorias e não deve ser tomado além das refeições normais. Deve ser usado como um complemento ao treinamento para construção muscular ou como um substituto para uma refeição. (vB)

Informação do autor e fonte

Este texto corresponde às especificações da literatura médica, diretrizes médicas e estudos atuais e foi verificado por médicos.

Editor de pós-graduação (FH) Volker Blasek



Vídeo: Como Calcular Dietas em Apenas 3 Passos #TutorialDaCookie (Dezembro 2021).