Notícia

Coronavírus: o SARS-CoV-2 pode ser transmitido através do leite materno?


Novo coronavírus detectado no leite materno pela primeira vez

Quase todos os dias, novos conhecimentos sobre o coronavírus SARS-CoV-2 estão sendo adquiridos. Um estudo atual agora fornece informações sobre outra via de transmissão possível: Os pesquisadores detectaram RNA do vírus no leite materno.

Até o momento, ainda não se sabe muito sobre os caminhos de transmissão do novo vírus corona e existem incertezas correspondentes nas precauções de segurança necessárias. No caso das mães infectadas, por exemplo, surge a questão de saber se a criança também pode ser infectada pelo leite materno. Os virologistas do Hospital Universitário de Ulm agora foram capazes de detectar o RNA do vírus no leite materno pela primeira vez. Seus resultados foram publicados na revista especializada "The Lancet".

Leite materno examinado para coronavírus

A equipe de pesquisa liderada pelo professor Jan Münch e Rüdiger Groß da Ulm University Medicine, juntamente com Karin Steinhart do departamento de saúde de Heidenheim, examinaram o leite materno de duas mulheres que apresentaram resultado positivo para SARS-CoV-2 após o parto. "A detecção de uma possível infecção pelo vírus e a determinação da carga viral foram realizadas em vários momentos, de acordo com os resultados positivos do teste de coroa das mães", relata a Universidade de Ulm.

As mulheres dividiram um quarto

De acordo com o hospital universitário, as duas mulheres dividiram o quarto com o recém-nascido após o parto e após uma das mulheres apresentar sintomas de doença, ela foi isolada com o recém-nascido e foi realizado um teste positivo para SARS-CoV-2. Na casa do vizinho, sintomas típicos de COVID-19 (doença causada por SRAS-CoV-2), como tosse, febre leve e perda do olfato e paladar, só apareceram após a alta. Em seguida, esta mulher também foi testada positiva para SARS-CoV-2.

Quatro testes positivos sucessivos

"Embora não houvesse evidência do novo coronavírus nas amostras de leite materno da primeira mulher doente, o resultado do SARS-CoV-2 nas amostras de leite da segunda mãe foi positivo quatro vezes seguidas"; reporta a equipe de pesquisa. Com o método da PCR quantitativa em tempo real (RT-qPCR), não apenas a detecção de uma infecção, mas também a determinação da carga viral foram possíveis. Foram cerca de 100.000 cópias do genoma viral por mililitro de leite materno.

Bebê também infectado

Não foi possível esclarecer claramente se o bebê, que também estava infectado, foi infectado pelo leite materno ou por outra via de transmissão possível. No entanto, a mulher usava proteção oral para o nariz e a garganta e desinfetou as mãos e os seios no início dos sintomas ao lidar com a criança, relata a equipe de pesquisa. Além disso, esterilizava regularmente a bomba de leite usada e outros utensílios de amamentação. No entanto, ainda não está claro se o bebê foi realmente infectado durante a amamentação.

Quais caminhos de transmissão são considerados?

Até agora, sabe-se que o novo coronavírus é transmitido principalmente através de infecções por gotículas humanas. Mas surge a questão de quais outros caminhos de transmissão ainda são possíveis. Por exemplo, o primeiro estudo já mostrou que o coronavírus também pode ser transmitido com as fezes. O novo estudo agora mostra que o SARS-CoV-2 também pode ser detectado no leite materno em mulheres que amamentam com infecção aguda.

No entanto, ainda não está claro com que freqüência é esse o caso, se os vírus no leite também são infecciosos e podem ser transmitidos aos bebês através da amamentação ”, resume o professor Jan Münch. Segundo o hospital universitário, nenhum vírus foi detectado no leite materno após 14 dias nas duas mulheres examinadas e a mãe e o filho se recuperaram do COVID-19. fp)

Informação do autor e fonte

Este texto corresponde aos requisitos da literatura médica, diretrizes médicas e estudos atuais e foi verificado por médicos.

Dipl. Geogr. Fabian Peters

Inchar:

  • Rüdiger Groß, Carina Conzelmann, Janis A. Müller, Steffen Stenger, Karin Steinhart, Frank Kirchhoff e outros: Detecção de SARS-CoV-2 no leite materno humano; em: The Lancet (publicado em 21 de maio de 2020), thelancet.com
  • Universidade de Ulm: Possível caminho de transmissão do SARS-CoV-2? Novo coronavírus detectado no leite materno pela primeira vez (publicado em 22 de maio de 2020), uni-ulm.de
  • E. Susan Amirian: Potencial transmissão fecal de SARS-CoV-2: Evidências e implicações atuais para a saúde pública; in: Revista Internacional de Doenças Infecciosas (Publicado em 23 de abril de 2020), Revista Internacional de Doenças Infecciosas



Vídeo: Covid19 e Crianças: Dúvidas respondidas por um pediatra. #FiqueEmCasa e Cuide-se #Comigo (Dezembro 2021).