Notícia

Dor crônica: diz-se que um novo ingrediente ativo alcança um alívio completo da dor


Avanço alcançado no tratamento da dor crônica

O tratamento da dor crônica pode levar ao alívio completo da dor no futuro com a ajuda de ingredientes ativos recém-desenvolvidos. Isso poderia ajudar milhões de pessoas com dor crônica a finalmente viver uma vida normal e sem dor.

No estudo atual da Universidade de Copenhague, foi tentado um novo método para o tratamento da dor crônica, que poderia levar ao alívio completo da dor. O novo tipo de tratamento foi testado com sucesso em ratos. Os resultados do estudo foram publicados na revista em inglês "EMBO Molecular Medicine".

Quão difundida é a dor crônica?

Entre sete e dez por cento da população mundial sofre de dor crônica causada por nervos danificados. A dor crônica pode ocorrer, por exemplo, após a cirurgia, em pessoas com diabetes, após um coágulo sanguíneo e após uma amputação na forma de dor fantasma.

O tratamento afeta apenas alterações nervosas

Os pesquisadores da Universidade de Copenhague agora encontraram uma nova maneira de tratar a dor crônica. Por mais de uma década, o grupo de pesquisa trabalha no desenvolvimento e teste de um medicamento que, segundo se diz, causa alívio completo da dor. O novo método para o tratamento da dor crônica não afeta a transmissão geral do sinal neuronal, mas apenas as alterações nervosas causadas pela doença.

Peptídeo especial permite o alívio da dor

O composto desenvolvido é um peptídeo chamado Tat-P4- (C5) 2. Esse peptídeo é direcionado e afeta apenas as alterações nervosas que são um problema e causam dor. "Nós seguimos todo o processo, desde a compreensão da biologia até a invenção e o design do ingrediente ativo, até a descrição de como ela funciona nos animais, influenciando seu comportamento e reduzindo a dor", diz o autor do estudo, professor Kenneth Lindegaard Madsen, da Universidade de Copenhague. Comunicado de imprensa.

O peptídeo levou ao alívio completo da dor

Os pesquisadores descrevem o ingrediente ativo como muito eficiente e, de acordo com suas próprias declarações, não conseguiram identificar nenhum efeito colateral. No modelo de camundongo usado, o peptídeo levou ao alívio completo da dor sem o efeito letárgico que é realmente característico da medicação existente para aliviar a dor. Em um estudo anterior, os pesquisadores também foram capazes de demonstrar em modelos animais que o uso do peptídeo também pode reduzir a dependência de analgésicos.

Outras pesquisas já estão planejadas

O próximo passo é testar o tratamento em seres humanos, relata a equipe de pesquisa. Como o objetivo é desenvolver um medicamento, os pesquisadores já planejam fundar uma empresa de biotecnologia para atingir esse objetivo rapidamente. (Como)

Informação do autor e fonte

Este texto corresponde aos requisitos da literatura médica, diretrizes médicas e estudos atuais e foi verificado por médicos.

Inchar:

  • Nikolaj R Christensen, Marta De Luca, Michael B Lever, Mette Richner, Astrid B Hansen et al.: Complexos inibidores de domínio PDZ bivalentes de alta afinidade, PICK1, para aliviar a dor neuropática, na EMBO Molecular Medicine (publicado em 30 de abril de 2020), EMBO Molecular Medicine
  • Pesquisadores estão desenvolvendo tratamento potencial para dor crônica, Universidade de Copenhague (30 de abril de 2020), Universidade de Copenhague



Vídeo: Meditação Mindfulness para Dor Orofacial (Dezembro 2021).