Notícia

O filtro solar é um risco à saúde? Produtos químicos penetram nossa pele


Produtos químicos do filtro solar entram em nossos corpos

Protetor solar é a maneira mais popular de se proteger das queimaduras solares e, consequentemente, do câncer de pele. Ultimamente, no entanto, tem havido preocupações de que existem produtos químicos em alguns filtros solares que afetam nosso corpo. Um estudo atual agora mostra claramente que certos ingredientes do filtro solar podem entrar na corrente sanguínea através da pele. No entanto, as consequências são atualmente desconhecidas.

Um estudo recente da American Food and Drug Administration (FDA) mostrou que os ingredientes avobenzona, oxibenzona, octocrileno e Mexoryl SX (ecamule), encontrados em muitos produtos de filtro solar, entram na corrente sanguínea através da pele. Os resultados do estudo foram apresentados recentemente na revista especializada "JAMA".

Curso do estudo

Para o estudo, 24 participantes adultos foram divididos em quatro grupos. Cada grupo recebeu uma combinação diferente de cremes, loções e sprays disponíveis no mercado para proteção solar. Os sujeitos do teste tiveram que esfregar 75% da superfície do corpo com filtro solar quatro vezes ao dia durante um período de quatro dias. Os valores de sangue e urina dos participantes foram verificados durante o teste e nos dias seguintes.

Produtos químicos de filtro solar no sangue

Os pesquisadores da FDA encontraram concentrações mensuráveis ​​dos produtos químicos avobenzona, oxibenzona, octocrileno e Mexoryl SX no sangue dos participantes de todos os grupos. A concentração foi tão alta que, de acordo com os regulamentos de segurança do FDA, novas investigações devem ser organizadas, uma vez que o uso seguro atual não é claro. Por exemplo, as concentrações plasmáticas da avobenzona química podem ser medidas a partir do primeiro dia, acima de 0,5 nanogramas por mililitro de sangue. Este valor persistiu por três dias depois que nenhum creme foi usado. Concentrações semelhantes foram encontradas para os produtos químicos oxibenzona e octocrileno. No entanto, estes duraram apenas durante o período de uso.

Impacto atualmente incerto

"A prova da absorção sistêmica bem acima das diretrizes da FDA não significa necessariamente que esses ingredientes não sejam seguros", escrevem os pesquisadores em um editorial sobre os resultados do estudo. No entanto, o estudo levantou muitas questões importantes sobre filtros solares que agora precisam ser esclarecidas. As vantagens e os riscos, bem como os processos de fabricação, agora teriam que ser reavaliados pelas autoridades reguladoras, organizações especializadas e pesquisadores clínicos. Em primeiro lugar, agora é importante determinar se a absorção sistêmica de filtros solares representa um risco para a saúde humana.

Com que intensidade os filtros solares são verificados?

Muitos usuários de filtros solares acreditam que as empresas que fabricam e vendem filtros solares realizaram estudos fundamentais para demonstrar a segurança e a eficácia de seus produtos. Infelizmente, esse não é o caso. Segundo o FDA, os cremes não são drogas. Você não precisa passar por testes padrão de segurança de medicamentos e, apesar de décadas de uso, não há dados sobre concentrações sistêmicas no sangue. Além disso, ainda não existem estudos projetados adequadamente para determinar a dose ideal de filtro solar necessária para alcançar um equilíbrio entre risco e benefício na prevenção do câncer de pele.

Os fabricantes de filtros solares desejam manter o status quo

O FDA relata atrasos no esclarecimento deste problema. As autoridades americanas alegam que tentaram várias vezes sem sucesso convencer a indústria de filtros solares a realizar estudos mais detalhados. No entanto, forneceu dados inexistentes ou insuficientes. Por esse motivo, o FDA agora está realizando os exames necessários. A pressão sobre os fabricantes também está aumentando porque o FDA já ameaçou retirar do mercado os produtos de filtro solar com conteúdo questionável se os fabricantes não concordarem em participar dos esclarecimentos até novembro de 2019. (vB)

Informação do autor e fonte



Vídeo: PROTETOR SOLAR - FÍSICO OU QUÍMICO? Entenda a diferença e saiba qual é o melhor! (Dezembro 2021).