Notícia

Perder peso: dietas cetogênicas, jejum inteiro ou intermitente - que funcionam e quais não?


Especialistas em nutrição relatam as vantagens e desvantagens das tendências nutricionais atuais

Na selva das tendências da dieta, você perde rapidamente o controle. As dietas geralmente prometem rápida perda de peso, uma nova atitude em relação à vida e melhor saúde. Mas o que está por trás das tendências mais populares e qual dieta é mais adequada? Os nutricionistas esclarecem.

O que está por trás de conceitos nutricionais como Whole30, dieta cetogênica, dieta anti-inflamatória e jejum intervalado? Os especialistas em nutrição da renomada Clínica Mayo fornecem uma avaliação das tendências atuais da dieta em uma versão atual.

Já ouviu falar de Whole30?

Whole30 é uma nova tendência de dieta dos EUA, que está se tornando cada vez mais popular. O conceito é tornar uma pessoa nova e saudável fora daqueles que seguem a dieta em 30 dias. Para conseguir isso, você não deve consumir açúcar, álcool, cereais, legumes, laticínios ou doces por um mês. São permitidas quantidades moderadas de carne, frutos do mar, ovos, muitos vegetais, algumas frutas e gorduras naturais de nozes e abacate.

O que a Whole30 deve alcançar?

Essa tendência alimentar visa reiniciar os hábitos alimentares e reduzir o desejo por certos alimentos. Os fundadores da dieta também prometem melhorar os sintomas relacionados às sensibilidades alimentares, como problemas de pele, problemas digestivos, falta de energia e dor crônica.

Vantagens e desvantagens de Whole30

As regras da dieta são rigorosas. Para algumas pessoas, uma regulamentação clara do que pode e não pode ser ingerido pode ser benéfica para facilitar o acompanhamento da dieta. Outros podem falhar mais rapidamente por causa dos regulamentos estritos e desistir. Existem muitas histórias de sucesso sobre essa dieta na Internet.

Opinião de especialista sobre Whole30

A equipe da Clínica Mayo recomenda cautela, porque ainda não há evidências científicas dos benefícios à saúde dessa dieta. A longo prazo, em particular, os especialistas veem o perigo de voltar a padrões antigos após os 30 dias. Além disso, os alimentos não saudáveis ​​são excluídos do menu, mas os alimentos saudáveis, como grãos integrais, laticínios e legumes, também são removidos. Nutricionistas aconselham uma abordagem mais sustentável.

Qual é a dieta cetogênica?

Essa tendência é uma dieta rica em gorduras, mas com muito pouco carboidrato. Quem segue esta dieta deve consumir menos de 50 gramas de carboidratos por dia. A baixa proporção de carboidratos significa que o corpo é forçado a usar outras fontes de energia. Em vez de carboidratos, o corpo queima gordura e entra em uma condição chamada cetose.

O que a cetose deve alcançar?

Os mecanismos exatos por trás da cetose ainda são pouco conhecidos. Vários testes mostraram que a cetose pode ter benefícios para a proteção do cérebro. Por exemplo, metade dos jovens com epilepsia teve menos convulsões após a dieta. Além disso, algumas pesquisas sugerem que essa dieta pode ter um efeito positivo no controle do açúcar no sangue no diabetes. Um próximo estudo agora examinará mais detalhadamente se a dieta cetogênica é adequada como estratégia para perda de peso.

O que pensar da dieta cetogênica?

Os especialistas vêem riscos na adesão a longo prazo à dieta. Por um lado, uma ingestão muito baixa de carboidratos pode levar a efeitos colaterais, como constipação, dor de cabeça e mau hálito. Por outro lado, muitos alimentos saudáveis ​​precisam ser dispensados, o que torna mais difícil atender à necessidade de nutrientes. A equipe da Clínica Mayo também vê um alto risco de saúde do coração na alta proporção de gorduras insaturadas e saturadas.

O que a dieta anti-inflamatória pode fazer?

Como a dieta mediterrânea, a dieta anti-inflamatória não é um plano de dieta rigoroso, mas uma abordagem para uma dieta equilibrada com alimentos frescos e saudáveis. A dieta recomenda muitas frutas e legumes coloridos, grãos integrais, peixe, chá, chocolate preto e até vinho tinto de vez em quando. Fast food e produtos processados ​​são excluídos do menu.

O que a dieta anti-inflamatória deve fazer?

Diz-se que o consumo de alimentos integrais, não processados ​​e principalmente à base de plantas, combate a inflamação crônica e ajuda a combater o estresse e as toxinas ambientais. Diz-se que isso reduz o risco de doenças cardíacas, câncer e Alzheimer.

Vantagens e desvantagens da dieta anti-inflamatória

Segundo a Clínica Mayo, essa dieta é nutricionalmente saudável e não muito restritiva. No entanto, preparar refeições pode ser mais demorado e intensivo em aprendizado do que com outras dietas.

Como funciona o jejum intervalado?

Existem duas abordagens comuns para o jejum intervalado: uma é comer muito poucas calorias em determinados dias - mas o resto do tempo é alimentado normalmente. A outra abordagem só come em determinados horários e jejua o resto do dia.

O que o intervalo de jejum deve fazer?

O jejum tende a ingerir menos calorias em geral devido à ingestão de alimentos cronometrada, o que leva à perda de peso. Além disso, diz-se que os horários sem refeições ajudam a diminuir os níveis de açúcar no sangue, pressão arterial e colesterol.

Opinião de especialistas em jejum intervalado

De acordo com a Clínica Mayo, atualmente não há pesquisas suficientes para se manifestar a favor ou contra essa dieta. No entanto, os especialistas apontam que é necessária uma forte força de vontade para manter a Quaresma. Também existe o risco de que as vitaminas e minerais necessários sejam negligenciados. Pessoas e atletas ativos podem ter problemas para manter seu desempenho com esse conceito nutricional.

Antes de qualquer dieta

O importante não é apenas o conceito da dieta, mas também a maneira como você aborda um novo conceito nutricional. Para mais informações, leia: Se você não responder a essas perguntas, irá falhar em qualquer dieta! (vB)

Informação do autor e fonte


Vídeo: A forma correta de fazer a dieta do Jejum Intermitente. Viver Bem (Novembro 2021).