Notícia

Campanhas de recall de louças expandidas devido a poluentes massivos que promovem o câncer


Aumento dos valores de formaldeído: discounter amplia recall de utensílios de mesa de bambu

Há alguns meses, a Tedi GmbH & Co. KG iniciou um recall de utensílios de mesa de bambu porque níveis mais altos de formaldeído foram encontrados em testes de produtos. Esta substância pode ter efeitos negativos para a saúde. O retorno de chamada agora foi expandido.

Foram encontradas quantidades aumentadas de formaldeído tóxico

Há alguns meses, a Tedi GmbH & Co. KG anunciou que foram encontradas quantidades crescentes de formaldeído tóxico em várias placas de bambu, tigelas e copos de bebida, como parte dos testes do produto. Esses produtos foram então recolhidos. O retorno de chamada agora foi expandido.

Não recomendamos o uso da louça

Informações sobre o recall anterior podem ser encontradas aqui.

A retirada da placa de bambu de 25 cm (2 modelos) agora foi estendida a todos os números de artigos e ao período de vendas estendido de 01.02.2018 a 08.04.2019.

“Os testes do produto mostraram níveis elevados de formaldeído. Essa substância pode ser perigosa para a saúde, portanto, o uso adicional da louça não é recomendado ”, afirma uma informação do cliente.

Segundo as informações, os utensílios de mesa de bambu podem ser trocados por um reembolso do preço de varejo de 1,25 € ou 1,50 € ou por outro item em cada filial.

Substância cancerígena

"O formaldeído é prejudicial à saúde, irrita as mucosas e pode causar câncer na nasofaringe se for inalado", informou o Instituto Federal de Avaliação de Riscos (BfR) anos atrás.

No passado recente, não apenas a Tedi, mas também duas lojas de móveis retiraram pratos tóxicos da cesta ou os retiraram.

Recentemente, o centro de aconselhamento ao consumidor de Saarland apontou que substâncias perigosas como o formaldeído também foram encontradas em copos reutilizáveis ​​de bambu. (de Anúncios)

Informação do autor e fonte



Vídeo: RECALL - saiba quais produtos oferecem mais riscos à nossa vida (Dezembro 2021).