Notícia

Relaxamento ajuda com depressão


A falta de sono não pode apenas indicar depressão, pode até desencadear. Exercícios de relaxamento e meditação combatem isso efetivamente. Eles ajudam a "desligar" melhor mentalmente e, finalmente, descansam à noite.

Aproximadamente. Quatro milhões de pessoas na Alemanha sofrem de depressão. Além de sintomas típicos, como depressão, falta de vontade e perda de interesse, muitas vezes sentem inquietação interior, além de tensões físicas e mentais maciças. Eles não podem desligar e não descansam à noite. O dilema: "O sono ruim geralmente não é apenas um sintoma de depressão, mas também o gatilho", explica o Dr. Martina Huck-Breiter, médica chefe da Clínica Dirmstein do Parque do Palácio da Renânia-Palatinado. Portanto, o especialista aconselha: "Se a dificuldade em adormecer ou adormecer durar várias semanas, é necessária uma explicação médica da causa".

A falta de sono nos rouba "o último nervo"

Passamos um terço da nossa vida na cama. Se dormimos profundamente e solidamente durante a noite, nos sentimos descansados, frescos e cheios de energia na manhã seguinte. Por outro lado, se passamos horas e horas sem encontrar sono, geralmente lutamos no dia seguinte - exaustos, cansados ​​e irritados.

A falta crônica de sono não apenas nos rouba o "último nervo": se o corpo e a mente não conseguem relaxar permanentemente, envelhecemos mais rápido e ficamos mais doentes. "Intervalos contínuos são importantes para o nosso bem-estar - e também para a nossa recuperação em caso de doença", enfatiza o Dr. Huck-wide. Na sua experiência, adormecer e permanecer adormecido são apenas os distúrbios do sono típicos da depressão, assim como acordar de manhã cedo. "As causas mais comuns para isso são chocantes constantes e tensão interna", diz o especialista em psiquiatria e psicoterapia. Por esse motivo, os cursos de relaxamento e meditação são parte integrante do tratamento clínico da depressão e de outras doenças mentais. “Os tempos regulares no modo de relaxamento ajudam o corpo e a mente a se regenerarem. Eles também permitem que os pacientes lidem melhor com situações estressantes e estressantes ”, enfatiza o Dr. O relaxamento muscular progressivo e o treinamento autogênico têm se mostrado particularmente bem-sucedidos.

Tempo limite no modo de relaxamento

"O yoga também é uma boa alternativa para fornecer impulsos de relaxamento", diz o Dr. Huck-Wide de anos de experiência. Músculos, articulações e coluna vertebral, bem como os sistemas cardiovascular, nervoso, imunológico, linfático e glandular, são fortalecidos com a ajuda de posições corporais predominantemente em repouso, os chamados asanas e movimentos simples. As tensões físicas são liberadas de maneira suave.

Para um relaxamento consciente, os especialistas também recomendam arco e flecha. "Ao focar em um objetivo, os distúrbios no ambiente são ocultos", diz o especialista. Os participantes encontram a paz e desenvolvem a serenidade. A atenção interior é incentivada, a autoconfiança é obtida e as auto-avaliações incorretas são corrigidas.
Às vezes, ouvir música de relaxamento à noite é suficiente para encontrar o descanso necessário para um sono saudável.

A higiene do sono nos faz dormir

Por último, mas não menos importante, uma boa higiene do sono é um fator essencial para noites tranquilas. Estes incluem um quarto escuro e silencioso, com agradáveis ​​17, no máximo 18 graus, e um colchão de alta qualidade. Os especialistas aconselham que você evite chá, café ou álcool antes de dormir. Além disso, a última refeição mais leve possível deve ser feita três ou quatro horas antes. "Se, apesar de todas as medidas de precaução, não for possível adormecer, não fique rolando na cama por horas", aconselha o especialista. "Levante-se melhor, leia um bom livro ou ouça músicas relaxantes - e só se deite novamente quando estiver visivelmente cansado".

Então você vem descansar

Dicas de especialistas para noites tranquilas sem estresse:
Somente crianças precisam de 12 horas de sono ou mais. Sete, oito horas são suficientes para adultos, algumas apenas cinco ou seis. O fator decisivo é a necessidade do indivíduo de dormir.

Não há evidências científicas de que o leite quente com mel torne mais fácil adormecer. Está provado que as cerejas podem ser úteis devido ao hormônio do sono melatonina que elas contêm.

Os criadores acham difícil descansar. Se você não consegue relaxar, atividades monótonas como “contar ovelhas” podem ajudar, pois elas o distraem de pensamentos estressantes.

Recomenda-se hábitos fixos, como passear à noite ou ler antes de dormir.
É importante ter um padrão de sono constante: se possível, vá sempre para a cama ao mesmo tempo e levante-se novamente.

Os comprimidos para dormir só devem ser tomados em situações excepcionais. Como os estudos mostram, o sono não é mais possível sem medicação.

Em vez de pílulas para dormir, remédios naturais como valeriana, óleo de lavanda ou erva-cidreira também costumam funcionar. O farmacêutico irá ajudá-lo bem aqui. Dr. Martina Huck-Breiter é especialista em psiquiatria e psicoterapia e médica chefe do Schlossparkklinik Dirmstein, especializado em burnout e depressão.

Informação do autor e fonte


Vídeo: Música relaxante, Descansando o cérebro, melhoria da memória, secreção de dopamina (Janeiro 2022).