Notícia

Chá de gengibre contra coriza: essas variantes de preparação estão erradas


Remédio eficaz para resfriados: é assim que o chá de gengibre funciona de maneira mais eficaz

Se você pegar um resfriado na estação fria, quase nada funciona tão bem quanto um chá quente de gengibre. Pequenos erros são frequentemente cometidos ao preparar a bebida. Explicamos o que procurar para que o popular remédio caseiro para sintomas de resfriado funcione ainda melhor.

Remédio natural para sintomas de resfriado

Nariz escorrendo, dor de garganta e dor de cabeça: você pode pegar um resfriado rapidamente nos meses frios do outono e inverno. Para adultos, de duas a quatro infecções por gripe por ano são completamente normais de qualquer maneira. Você não precisa necessariamente recorrer a medicamentos. Também existem remédios caseiros eficazes suficientes para tratar resfriados. Um deles é o chá de gengibre. Ao prepará-lo, no entanto, você deve evitar alguns erros comuns.

Prevenir infecções

Na Alemanha, o gengibre é conhecido principalmente como ingrediente da sopa de abóbora, como componente de vários caril tailandeses, na versão embutida para sushi e no chá ou batido.

A raiz com a nota frutada-picante não é apenas muito saborosa, mas também extremamente saudável. Na Ásia, a "lâmpada milagrosa" tem sido usada para tratar inúmeras doenças há milhares de anos.

O gengibre tem um efeito anti-inflamatório. Além disso, os óleos essenciais e as substâncias picantes contidas fortalecem o sistema imunológico e aquecem por dentro.

Evite erros comuns

O tubérculo também pode ajudar se você pegar uma infecção. O chá de gengibre é um remédio caseiro popular para resfriados. No entanto, erros são frequentemente cometidos durante a preparação.

Segundo especialistas em saúde, o tubérculo de gengibre deve ser cortado em fatias finas antes de ferver. Caso contrário, ingredientes valiosos serão perdidos.

Esta é também a razão pela qual o gengibre não deve ser descascado. Afinal, todo o tubérculo é saudável, incluindo a pele.

A temperatura da infusão - ao contrário do chá verde ou preto, por exemplo - deve estar fervendo. Portanto, a água fervente pode ser derramada diretamente no copo ou jarra. Após cinco minutos de infusão, o chá é perfeito.

Depois, remova os pedaços de gengibre e tempere a gosto com limão e mel.

Especialistas recomendam a versão orgânica porque é menos contaminada com produtos químicos.

Antiespasmódico, anti-inflamatório e analgésico

Mas o gengibre não é apenas a coisa certa para cheirar o nariz. O tubérculo tem um efeito antiespasmódico, anti-inflamatório e analgésico. Isso é parcialmente comprovado cientificamente.

Por exemplo, cientistas americanos da Universidade da Geórgia descobriram que o tubérculo é eficaz contra a dor muscular após exercícios excessivos.

Além disso, pesquisadores da Universidade de Miami foram capazes de demonstrar um efeito de alívio da dor na osteoartrite em um estudo.

Foi demonstrado que a dor no joelho pode ser reduzida em seis semanas de tratamento com extratos de gengibre em um grande número de pacientes.

Hildegard von Bingen e Paracelsus já o conheciam e o usavam em queixas gastrointestinais na Europa medieval.

Estudos modernos confirmam essa aplicação, bem como a eficácia na doença de viagem associada a náuseas e vômitos, além de tonturas.

Nem todos toleram a nitidez

Na medicina natural, o gengibre também é usado há muito tempo contra altos níveis de lipídios no sangue.

O tubérculo também é popular como remédio caseiro para uma sensação de plenitude. Ele funciona para problemas digestivos, diarréia, perda de apetite e inúmeras outras queixas.

Além disso, o gengibre é rico em vitaminas e minerais e pode ajudar a perder peso.

No entanto, pessoas com estômago sensível podem ter problemas com quantidades maiores, nem todos podem tolerar a nitidez. As pessoas afetadas devem consultar o médico se necessário. (de Anúncios)

Informação do autor e fonte



Vídeo: 3 erros que VOCÊ COMETE ao usar açafrão. Benefícios do açafrão e como consumir (Janeiro 2022).